Saudações.

" Não quero lhe falar meu grande amor; das coisas que aprendi nos discos...
Quero lhe contar como eu vivi; e tudo o que aconteceu comigo (...)"

(Antônio Carlos Belchior- Como nossos pais)

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Esperando com as flores

Olhar pela janela
E te esperar.
Ver as flores do jardim
Esperando.
Um sentimento doloroso aperta o peito.
Percebo que elas sentem esse aperto.
Ou será que sentem esse sentimento?
Fico confusa comigo mesma
Pois nada entendo sobre esse
misterioso sentimento
Que vivo tentando saber.

Estranho isso que digo.
Mais sim, é o que sinto.
E sei que elas sentem também,
Me conhecem bem, essas cheirosas.

Como são belas.
Entardece e aqui estou.
Admirando-as enquanto espero.
...Espero um algo e alguém.
Espero por mais flores, nas mãos do meu bem.

Melissa Prardo

3 comentários:

Nina Oliver disse...

ahh a dor do amor....é necessário para crescer. me lembrou até daquela musica do klb..a dor desse amor (me mata agora!) heuheu beijoo fique com Deus..

Maria disse...

Amiga que poema maravilhoso.
Aproveito para desejar a si e a toda a sua família e amigos, um Feliz Natal, repleto de alegria, saúde, paz e amor.

“A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (desconhecido)

Que a Luz e o Espírito de Amor do Natal, consigam prevalecer nos nossos corações ao longo de todos os dias do ano que está a chegar, para seja sempre Natal.

Beijinhos
Maria e familia

Deivison Soares disse...

Sempre há um pouco de loucura no amor, porém sempre há um pouco de razão na loucura.
F. Nietzsche

O amor é a asa veloz que Deus deu à alma para que voe até o céu.
M. Buonarotti

Temer o amor é temer a vida e os que teme a vida já estão meio mortos.
Bertrand Russel