Saudações.

" Não quero lhe falar meu grande amor; das coisas que aprendi nos discos...
Quero lhe contar como eu vivi; e tudo o que aconteceu comigo (...)"

(Antônio Carlos Belchior- Como nossos pais)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Meu Anjo

Meu anjo sem asas, sem áurea e possuidor de bondosa alma.
Querido, bonito e possuidor de olhos lindos!
Anjo abençoado, anjo amado.
Sei que és um anjo raro.
Porém, como hei de provar que é de fato o que penso?
Se nem ao menos possui asas, pra soltar-te ao vento.
Algum jeito tem de existir, algo que explique o te fez
assim tão diferente de mim. Pra que eu possa ser igual a te.
Ser um anjo lindo, e livre como passarinho, algo que me faça
Voar do ninho, e sair pelo céu, olhando os humanos
Desejando saber voar como tu, mal podem imaginar que
Um dia esse dia chegará.
O dia de ser anjo e aprender a VOAR...
Livres pelo ar, soltos para amar, aprendendo sobre o dom do amor.
Os anjos sabem bem, como cuidar de alguém, existem até
Aqueles chamados anjos da guarda.
Pois guardam a alma, fazem a calma, de quem escolheu proteger,
De quem foi escolhido pelo anjo bonito.
Quando chegar o meu dia de o ser, quero ser como tu.
Que me guarda até o amanhecer...
Tu que esteve ao meu lado, e está. Infelizmente não posso Ver.
Mas sinto; A presença do anjo bonito.

6 comentários:

Tania Girl disse...

lindooooo
bju

meus instantes e momentos disse...

lindo post, é bom voltar aqui.
Maurizio

ERICK MOURA disse...

Caro amigo(a), hoje venho dar-lhe a notícia de que o circo irá voltar dia 11/01/10.
Junto com o blog, voltarei a aparecer mais por aqui comentando nos textos.
Aguardo sua presença no dia da volta.
Abraço.

A Magia da Noite disse...

e sentir é já ver com os olhos da alma.

Diego Morais disse...

Muito bom.
Sempre bons seus textos.
Quem não tem vontade de voar?
:)

Bruna disse...

Que diferente esse texto, mas gostei.